Veja os cortes de carne bovina mais comuns no Brasil

Saiba também os preparos adequados para cada um deles.

Músculo dianteiro
É uma carne fibrosa, saborosa, pobre em gordura, mas rica em colágeno. Seu cozimento pede bastante calor e umidade, sendo indicado para sopas, caldos de carne e carne de panela.

Peito
Possui uma gordura superficial que impede o ressecamento da carne durante o longo tempo de cozimento exigido. Pode ser usado em caldos, sopas, refogados e cozidos em molho.

Pescoço
É uma carne semelhante, que pode ser usada nos mesmos preparos. É um corte que requer cozimento longo e é indicado para ensopados, cozidos e caldos.

Acém
É uma carne relativamente magra, que requer bastante calor e umidade durante o cozimento e fica boa em ensopados, cozidos de panela e picadinhos. 

Cupim
É entremeada de gordura e tem sabor único e acentuado. Pede cozimento lento, preferencialmente enrolado em celofane culinário, para que se mantenham os sucos da carne.

Paleta
Peixinho, raquete e o miolo de paleta. São suculentas e saborosas, mas que pedem cozimento lento e longo. São cortes indicados para o preparo de picadinhos e cozidos de panela.

Capa de filé
É saborosa, mas com grande quantidade de nervos e espessa camada de gordura, exige bastante tempo de cozimento. Indicada para ser usada moída, em ensopados e picadinhos.

Costela
Com ossos maiores e mais largos, é um corte saboroso que requer longo cozimento, seja no fogão ou na churrasqueira.

Aba do filé
Também conhecida como bife do vazio. Por ser uma carne extremamente enervada, é própria para ser preparada moída.

Ponta de agulha
Também conhecida como costela de minga, é a carne que reveste as últimas costelas do boi. É melhor aproveitada moída ou na churrasqueira.

Contrafilé
Também conhecido como entrecôte e bife chorizo, é ideal para fazer bifes, medalhões e rosbife, podendo ser grelhado no fogão ou na churrasqueira.

Filé mignon
É o mais macio dos cortes bovinos, ideal para bifes altos como o tournedor e o medalhão, também pode ser empregado em rosbifes, picadinhos, estrogonofe, assados e refogados.

Fraldinha
Localizada na lateral do boi, é uma peça pequena, porém muito suculenta e macia, apropriada para a churrasqueira, mas também para cozidos de panela, estrogonofe e espetinhos.

Maminha
Corte retirado da alcatra, famoso pela maciez, suculência e sabor suave. É uma carne indicada para assados na churrasqueira e no fogão e cozidos de panela.

Alcatra
Junto com filé mignon, o contrafilé e a picanha, essa carne faz parte do quarteto nobre das carnes bovinas.

Picanha
Criado na década de 1970, é um corte caracterizado pelo sabor acentuado e maciez, garantidos pela camada de gordura externa que o reveste.

Patinho
Carne magra, com fibras macias, ideal para bife a milanesa, escalopes e carne moída, mas pode ser usada também em cozidos, ensopados e picadinhos.

Coxão mole
Também conhecido como chã de dentro, é ideal para assados, ensopados, picadinhos, escalopes, bife a milanesa ou para carne moída.

Lagarto
Com fibras longas e duras e gordura externa, é uma carne saborosa e versátil, mas pouco suculenta, ideal para assados e cozidos, preferencialmente com molho.

Coxão duro
É um corte com fibras mais duras e necessita de cozimento mais longo. Apropriado para o preparo de carnes recheadas, cozidos de panela e rosbife, ou moído em refogados e molhos.

Músculo traseiro
É dessa peça que se extrai o ossobuco, famoso corte redondo, com osso e tutano, que deve ser cozido lenta e longamente.