Cor do alimento indica seus nutrientes

A salada pode ser uma refeição completa, desde que sejam incluídas fontes de todos os grupos alimentares: carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras. Normalmente compostas por frutas, verduras e legumes, as saladas são ricas em nutrientes, vitaminas, fibras e minerais que auxiliam na proteção da saúde e ajudam na prevenção de doenças como diabetes e coração.

Para quem não gosta muito do prato, a dica é apostar em combinações para deixar a salada mais atraente. E o ideal, é que seja bem colorida. A partir das cores dos alimentos podemos saber quais nutrientes oferecem:

BRANCOS
Possuem alicina, uma substância que auxilia na redução do colesterol, como o alho e a cebola

ROXOS
Ricos em ácido elágico, que evita o envelhecimento precoce e diminui os riscos de células cancerígenas, pois contém substâncias que podem prevenir o câncer como o reveratrol e as antocianinas. O repolho roxo, uva, beterraba e berinjela são exemplos de alguns desses alimentos.

VERMELHOS
Possuem antoacina, um flavonoide com ação imunoestimulante que ajuda no sistema circulatório e licopeno, um antioxidante que auxilia na prevenção da osteoporose, como o tomate, pimentão, morango e maçã.

VERDES
São ricos em ácido fólico, que é essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso central, também muito importante para as gestantes, pois auxiliam na boa formação do tubo neural do bebê. Além disso, possuem luteína, betacaroteno, ferro, cálcio, fósforo e clorofila, pigmento responsável pela coloração. Exemplos desses alimentos são a alface, a rúcula, a ervilha e o espinafre, entre outros.

AMARELOS
Auxiliam no bom funcionamento do sistema imunológico, da visão e coração. São também ótimos para a pele e a mucosa. São ricos em betacaroteno e vitamina C. Um exemplo de alimentos amarelos são mangas, batatas e mandioquinha.